Portal do Governo do Estado do Piauí
Domingo, 21 de dezembro de 2014.

05/02/2013 17:00

Seduc reúne gestores de Regeneração para firmar parcerias

Secretário e gestores de Regeneração discutem a municipalização das séries iniciais.

Ascom Seduc
Átila Lira com gestores de Regeneração (Foto:Divulgação Seduc)

O secretário de Estado da Educação e Cultura, Átila Lira, se reuniu com o prefeito e o secretário de educação do município de Regeneração, juntamente com o gestor da 6ª Gerência Regional de Ensino e técnicos da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc).

A conversa foi em torno da municipalização das séries iniciais (1º ao 5º ano), na busca por parcerias e alinhamento dos trabalhos entre Estado e município voltados para a melhoria da qualidade do ensino ofertado aos alunos das escolas públicas do Piauí. O encontro aconteceu na manhã desta terça-feira (05), na sede da Seduc.

O secretário Átila Lira recebeu a equipe em seu gabinete e falou que irá analisar junto com o governador Wilson Martins, como poderá ser feita a municipalização dos alunos das cidades de Regeneração e Amarante. Ele garantiu ainda empenho e firmou o compromisso de trabalhar em regime de parceria com os municípios.

"Vou levar a situação desses municípios ao governador e, em seguida, iremos elaborar um planejamento para desenvolver um trabalho conjunto com os municípios. A municipalização vai integrar e alinhar nossos projetos e vai ajudar a elevar os índices educacionais do nosso Estado. O nosso objetivo é criar e desenvolver ações com o foco na melhoria da educação do Piauí",  destaca Átila Lira.

Segundo a diretora de gestão e inspeção escolar, Eudina Rocha, a Seduc se mostra disposta a ajudar no processo de municipalização, dando apoio técnico e pedagógico necessário aos educadores. "Estamos à disposição dos municípios e juntos por uma mesma causa, que é oferecer um ensino e aprendizagem de qualidade aos estudantes. É um trabalho em equipe voltado para resultados", afirma Eudina.

A previsão é que em 2015 os municípios se responsabilizem pelo ensino fundamental (I e II) e o estado, pelo ensino médio regular e profissionalizante. Mas essa divisão de tarefas não deve ser vista como uma separação e sim como fases de complementação, onde o município prepara o aluno nas séries iniciais e em seguida o estado dá suporte durante o ensino médio, preparando para a universidade e o mercado de trabalho.