Portal do Governo do Estado do Piauí
Quinta, 18 de dezembro de 2014.

19/08/2013 10:23

Dia de Campo do programa Balde Cheio atrai multidão em Parnaíba

O vice-governador, técnicos, criadores, produtores e demais consultores estiveram presentes.

Roselandi Sousa e Carlos Neto
Dia de Campo do programa Balde Cheio, em Parnaíba (Foto:Ascom SDR)

Através da articulação entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e o Instituto de Assistência e Extensão Rural do Piauí (Emater), o Dia de Campo do Programa Balde Cheio, ocorrido na última sexta-feira (16), foi considerado o de maior sucesso. Uma multidão de criadores, produtores e demais interessados no programa compareceram à Fazenda Santa Maria no povoado Carpina em Parnaíba, de propriedade de Antônio Carlos de Carvalho Machado, o Toinho do Leite.

"Ninguém acreditava no Balde Cheio quando ele chegou. Antes, produzíamos somente 60 kg de leite, hoje produzimos mais de 400. Nos três anos em que o programa está presente, as mudanças foram muito grandes. Agora, temos uma média de 17 kg de leite por animal. Procuramos seguir à risca todas as indicações dos técnicos e incentivamos os produtores da região a implementarem o programa em suas propriedades”, disse o produtor.

Uma das principais marcas do Programa Balde Cheio, que prevê o aumento da produção de leite somente através da aplicação das novas técnicas, é a mudança de vida das pessoas beneficiadas com o programa.

"Antes acordávamos às três horas da manhã para preparar o pasto e fazer a ordenha. Hoje, isso não é mais necessário (acordamos por volta de seis horas da manhã). Com a mudança no tipo de pasto, que antes era do tipo elefante, tiramos o leite e em seguida soltamos o rebanho. Não tínhamos tempo para os nossos filhos e hoje contamos com a ajuda deles para fazer um uso correto das técnicas”, explicou Maria das Dores da Silva Machado, esposa de Antonio Carlos. “A mudança de gado de corte para criação significou muito para nós. Antes, ficava aflita em ver meu marido sair para vender duas leiteiras pesadas somente com uma moto. Hoje, temos nosso próprio carro. Nossa vida melhorou muito e vai melhorar ainda mais”, acrescentou.

Representantes de vários órgãos do Estado, além do vice-governador Zé Filho, estiveram prestigiando o evento. Na abertura, o diretor da Piauí Fomento, Antonio Neto, entregou 16 contratos de aprovação de linhas de crédito a pequenos produtores de leite, sendo nove produtores ligados à empresa de laticínios Longá e sete produtores ligados à Betânia. “O Governo do Estado, através da agência de fomento, investirá um total de 226 mil reais. Nossa ideia é irradiar esse projeto de reestruturação da bacia leiteira com o BNB e a SDR, dando todo o apoio necessário para tornar o Estado um grande produtor de leite", disse Antonio Neto.

Os pequenos produtores, que já estão no programa e os que desejam aderir, também podem contar com o apoio do Banco do Nordeste. "Nós do Banco do Nordeste do Brasil ratificamos nosso apoio irrestrito ao Programa Balde Cheio. Procuramos dar todo o suporte financeiro aos pequenos produtores ligados ao projeto, pois acreditamos que podemos fazer do nosso Estado um grande produtor de leite. A nossa expectativa para esse dia de campo consiste em uma conscientização dos produtores acerca de uma exploração com uma tecnologia apropriada, permitindo uma maior produtividade”, declarou Francisco Lopes de Lacerda, gerente de Desenvolvimento Territorial da Superintendência do BNB.

O sucesso do programa no Piauí também está sendo alcançado devido ao apoio irrestrito dos técnicos da Embrapa, com destaque para João Rosseto Júnior, consultor do Balde Cheio, que atende o Piauí. "Nossa intenção é levar esse dia de campo a outras cidades do Estado, como Elesbão Veloso, Picos e Oeiras. É preciso rever os paradigmas que impedem o Piauí de se tornar um Estado que possua uma bacia leiteira condizente com sua grandeza. Temos as condições de solo adequadas para que a reestruturação de nossa bacia leiteira tenha êxito. Parnaíba se destaca na região Norte como grande produtor de leite", disse o consultor.

Os convidados presentes no Dia de Campo foram divididos em grupos para melhor aproveitamento do aprendizado, visitando cada ponto de apoio, onde eram repassadas informações gerais e sanadas dúvidas sobre o programa.