20 Abril, 2017 17:14

Piracuruca é o município com a maior parte do Parque Nacional de Sete Cidades

A cidade também é conhecida pelas festividades do carnaval às margens do rio Piracuruca, no balneário Prainha, Centro do munícipio

()

Situada a 200 quilômetros de Teresina, Piracuruca é um livro de história ao ar livre. É em seu território que está a maior parte do Parque Nacional de Sete Cidades, famoso por suas formações rochosas e registros rupestres cheios de lendas e mistério. Também é possível conhecer lugares como o museu particular Nossa Casa de Cultura, com acervo eclético sobre a história do município; seu casario centenário, marcado pela riqueza do áureo tempo da cera de carnaúba; e suas festas, dentre as quais as mais famosas são o carnaval, às margens do balneário Prainha e os festejos da padroeira Nossa Senhora do Carmo, no mês de julho.

Como chegar

Carro: Saindo de Teresina, siga 200 km em direção ao Norte, pela BR 343. Para chegar ao Parque Sete Cidades, é preciso pegar a BR 222, no entroncamento em Piripiri.

Vindo do Ceará, é só seguir na BR 222. 

Eventos

Piracuruca também é conhecida por seu animado carnaval às margens do rio que deu nome à cidade, no balneário Prainha, Centro do município. O local também é ponto de encontro nas festas juninas e festejos da padroeira Nossa Senhora do Carmo, que acontecem em julho.

Associação Nossa Casa de Cultura (Museu)

A Associação Nossa Casa de Cultura é um museu particular que é composto por um acervo que retrata de três séculos do povoamento de Piracuruca e a história privada de seus mais importantes moradores. Para visitá-lo é preciso marcar com os proprietários pelo telefone.

Parque Nacional de Sete Cidades

Criado em 1961, o Parque Nacional de Sete Cidades tem uma área de 6.221 hectares e abriga um conjunto grande e variado de formações rochosas de, pelo menos, 190 milhões de anos que fascinam seres humanos há muitos séculos. Há quem diga que a região é mágica e que já tenha servido de abrigos não só para índios, mas também fenícios e até mesmo extraterrestres. Cada um dos sete aglomerados de rochas corres-pondem a uma “cidade” com formações que lembram animais – como elefante e tartaruga, o imperador Dom Pedro I, mapas de países. Há ainda pinturas rupestres, além de cachoeira e piscinas naturais que podem ser visitadas durante o período chuvoso (primeiro semestre). O acesso à entrada principal é feito pela BR 222, mas também é possível chegar ao parque por estrada vicinal a partir de Piracuruca. 

Autor: Redação CCom

Tags: